Cemitério de Minde…

Canto da Macaínha era e é o nome que no linguajar típico de Minde se dá ao cemitério. Esta designação pressupõe um espaço irregular, naturalmente junto de alguma casa onde vivesse uma mulher conhecida por esse nome.

Não se sabe exatamente qual o seu enquadramento dentro da área do atual cemitério, mas devia ser sem dúvida um espaço pequeno e mal vedado no prolongamento do adro da igreja.

Numa ata da Junta de Freguesia lê-se que em 1916 foi apresentado um projeto de orçamento para a conlusão dos trabalhos de vedação do cemitério, o que  faz supor que ele tivesse passado por uma regularização que o levou a ficar separado uns quatro metros da igreja, conforme o postal tirado não muito depois, pelo facto de o muro estar ainda caiado de novo.

Em 1973 foi o cemitério recuado para os limites que passou a ter depois do correspondente acréscimo, os quais se mantiveram até 1988, altura em que foi, de novo, ampliado até ao caminho (Carreiro Grande) que lhe passa por trás.