Jazzminde

Em Minde ouve-se, aprende-se, ensina-se, respira-se música.
Minde é uma terra de músicos.
Era inevitável um Festival de Jazz.

Em 2004 a ideia foi apenas homenagear o grande mestre Jaime Chavinha, mas logo a aceitação do público ditou que, após dez edições, o Festival de Jazz de Minde já seja considerado e referenciado como um dos melhores festivais de jazz da zona centro do país.

Muitos e bons músicos já passaram pelos palcos do JAZZMINDE, e, degrau a degrau, o festival tem vindo a pautar-se como um evento de prestígio e grande qualidade artística, com uma atmosfera muito “sui generis” e com um público muito entendido e entusiasmado.

É um evento cujo modelo organizativo tem por base o voluntarismo de um vasto grupo de colaboradores, sob a tutela da CPM – Casa do Povo de Minde, e cujos horizontes apenas visam a promoção cultural, e a dignificação do bom nome de Minde e do Concelho de Alcanena como terras de Música, Arte e Cultura.

Em 2015 o Festival contou com dois palcos, A e B, o palco A destinado a concertos nocturnos numa antiga nave duma centenária fábrica desactivada com capacidade para 600 pessoas, e o palco B, com entrada gratuita, destinado a concertos diurnos em esplanada.