Jornal de Minde

Apareceu pela primeira vez, muito timidamente, em Março de 1955.

Mal sabiam os seus fundadores, o Sr. Padre Messias e o Sr. Professor Abílio, que estavam a fundar o jornal que, mais de cinquenta anos volvidos, se orgulha de ser o jornal paroquial ainda ativo, mais antigo da diocese.

O jornal de Minde nasceu pequenino e desenvolveu-se em três formatos que correspondem aos números de três, quatro e cinco colunas a que obedeceu a sua paginação.

Impresso primeiramente em Torres Novas, esteve a cargo da Tipografia São Pedro, de Alcanena, entre Outubro de 1977 e Dezembro de 1980, voltando de novo à Gráfica Almondina. Só a partir de Novembro de 2001 passaria a ser impresso na Gráfica Coraze de Oliveira de Azeméis, que se encarrega também da sua expedição pelo correio.

Bem mais curto poderia ter sido o percurso do jornal de Minde se a partir do seu número 317 (Novembro de 1982) não passasse a contar com a inestimável colaboração do sr. Agostinho Nogueira, como Redator e Administrador, e mais tarde, em Novembro de 1998, com a do jovem Henrique Lobo que, com os seus conhecimentos informáticos e uma grande dedicação à causa, passou a fazer ele próprio a composição e paginação.

Ultrapassados já mais de cinquenta anos de publicação é hoje um formidável manancial de informação dos mais diversos setores do conhecimento. Sem ele nunca a história de Minde da segunda metade do século passado podia ser tão bem contada.

A comemoração do seu cinquentenário foi devidamente assinalada com um número especial de vinte e oito páginas, uma exposição evocativa do seu percurso e uma sessão solene no Pavilhão Ana Sonsa.

Sem que nada o fizesse adivinhar o jornal foi presenteado em 2009 com uma casa para a instalação da sua sede, por generosa oferta do casal Sr. Alberto Coelho Achega e D. Inês Coelho da Silva.

Para a sua inauguração depois de devidamente adaptada às suas novas funções foi escolhida a data festiva de 15 de Agosto. A cerimónia inaugural decorreu durante a passagem da procissão com a imagem da Padroeira a presidir à cerimónia inaugural.